CRIE SUA CONTA FACEBOOK E JUNTE-SE A NÓS

Seguidores

POR FAVOR, QUANDO COPIAR ALGUM TEXTO COLOQUE OS CRÉDITOS PARA O AUTOR.

DIFERENÇA DE IDADE NO RELACIONAMENTO


Quebrar protocolos exige maturidade e sabedoria. A diferença de idade tem sido, nos últimos tempos, um assunto bastante debatido dentro dos relacionamentos.

É certo que ainda existe muito preconceito com relação à idade no relacionamento, mas, até onde essa diferença pode ser considerada benéfica? O universo masculino é naturalmente diferente do feminino.

De acordo com especialistas na área de relacionamentos, um grande erro que acontece freqüentemente é um querer trazer o outro para o seu universo. Quando a diferença de idade é muito grande, na maioria das vezes o casal leva mais um tempo para se ajustar.

A diferença de idade tem sido, nos últimos tempos, um assunto bastante debatido dentro dos relacionamentos. Muitos psicólogos explicam que, pelo fato da mulher ter se tornado mais volúvel, preferindo somente “ficar”, os homens têm se interessado por mulheres mais velhas.

A Bíblia não relata nenhum parecer sobre esse fato. Deus respeita a escolha de seus filhos. Proibir um namoro por questão de cor, raça, nível social, financeiro ou diferença de idade, certamente é preconceito. E preconceito é pecado.

O que precisa ser muito bem esclarecido, porém, é que no caso de a diferença ser “gritante” os dois precisam estar conscientes de que vão enfrentar olhares de discriminação. Isso é fato. A questão é: Os dois estão dispostos a enfrentar as críticas? Se a resposta for sim, certamente nada impedirá de serem felizes. Se um dos dois, no entanto, não tiver tanta certeza, o melhor a fazer é conversar mais um pouco para saber se, realmente, é isso que querem.

Quando a diferença ultrapassa 10 anos, o relacionamento se torna um pouco complicado por causa das experiências que cada um adquiriu no decorrer desse tempo.

A mulher é naturalmente mais madura. Apesar de ser bem mais emocional do que o homem, ela deseja segurança todo o tempo. Se o homem mais novo é do tipo responsável e protetor, certamente ela não terá muitos problemas. Ele, porém, por ser mais jovem, pode exigir dela uma vida sexual mais ativa. Isso pode comprometer, e muito, o matrimônio caso ela não corresponda com a mesma intensidade.

Não se pode engessar uma história a fim de passar como exemplo para todas as outras parecidas, pois cada caso é um caso. Ao aconselhar um casal de jovens nesse assunto, um pastor orientou da seguinte forma: “Pense em como ela estará daqui a vinte anos. Se você continuar a amá-la mesmo diante dos traços que o tempo naturalmente irão trazer, vá em frente.” Dessa mesma forma pode se aplicar a mulher que casa com um homem bem mais velho.


Um comentário:

Jesusmar Sousa disse...

Vale lembrar que toda a regra tem sua excessão. Apesar de ter 22 anos, dentro dos 23, sou maduro em relação aos jovens de minha idade. Tenho preferência por mulheres mais velhas, justamente pela questão da maturidade. Ficar lidando com "menina" não dá certo. Geralmente mulheres mais maduras sabem o que quer. Não ficam titubiando. Mas como dito no texto, a pessoa deve estar bem consciente do que quer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...